Imagem Destaque

Expectativas do mercado pautam Congresso Nacional Moveleiro

03/09/2019

Evento está voltado a atender as expectativas do consumidor por meio da aplicação da ciência, tecnologia e inovação no segmento moveleiro

Foi aberto hoje (03), em Arapongas/PR, a décima edição do Congresso Nacional Moveleiro, realizado pela Fiep – Federação das Indústrias do Estado do Paraná - no Expoara – Centro de Eventos. Empresários, lojistas, representantes comerciais e profissionais de design participam até esta quinta-feira (05) de palestras e debates sobre o tema geral “Na era da transformação digital: os modelos de negócios e a inovação pelo significado da indústria moveleira”.

O evento ainda inclui a realização de rodadas de negócios nacionais entre indústrias moveleiras e âncoras varejistas e de rodadas internacionais com a presença de importadores de 20 países a partir de amanhã (04), entre 14 e 18 horas. Nesses três dias, das 14 horas às 20 horas, os participantes do evento interagem com a segunda edição da MostraMóveis, evento organizado pelo Expoara e que conta com 65 estandes de indústrias moveleiras. A presidente do Expoara, Rosana Belo, enfatizou que o papel da MostraMóveis é potencializar negócios e ampliar resultados do setor focados nas vendas que se intensificam no final do ano e durante a Black Friday.

Irineu Munhoz, vice-presidente da Fiep, ressaltou que o setor moveleiro é estratégico para o Paraná, gerando 34 mil empregos diretos, o que representa 5,6% do número de postos de trabalho na indústria de transformação no Estado. “Em Arapongas, o município que mais gera postos de trabalho no setor, a indústria moveleira possui uma representatividade de 32% em relação a todos os outros setores industriais do município. Muitas empresas têm se capacitado para exportar mais e temos certeza que fecharemos este ano com crescimento em relação ao ano anterior, tendo em vista a competência que vem sendo desenvolvida pelas indústrias nas relações comerciais e na produção de produtos mais adequados aos mercados”, afirmou.

A diretora executiva da Abimóvel – Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário – Cândida Cervieri, destacou a importância da realização do Congresso Moveleiro aliado à exposição de produtos da indústria o setor e às rodadas de negócios nacionais e internacionais. “Não há evento no país que reúne todas estas pré-condições, unindo capacidade reflexiva gerada pelo Congresso com a realização de negócios para mercados interno e externos em um dos maiores polos nacionais do setor moveleiro”, salientou.

Hoje, 96% das indústrias do setor no Estado são formadas por micro e pequenas empresas de acordo com a Fiep. Rubens Negrão, consultor do Sebrae/PR e responsável pela organização das rodadas de negócios com o mercado nacional, lembrou a importância do incentivo à participação das pequenas empresas no evento para a geração de oportunidades de novos negócios. Estamos trazendo para as rodadas compradores das regiões Sul e Sudeste, com direcionamento para empresas que possuem plataformas digitais de E-commerce, incentivando a abertura de novos mercados para as empresas do polo”, destacou.

Carlos Walter, vice-presidente e presidente eleito da Fiep, ressaltou a importância de ter o Congresso Nacional Moveleiro sendo realizado em Arapongas: “Estamos no principal polo moveleiro do país e no melhor centro de eventos do Paraná. O nosso objetivo é fomentar negócios, o que se concretiza quando falamos da somatória entre conhecimentos gerados, rodadas de negócios com mercado comprador nacional e internacional e feira setorial que aproxima as indústrias da cadeia varejista”, disse.

Agendas

Somente para a participação nas palestras do Congresso Nacional Moveleiro, estão inscritos até agora 1365 pessoas. A expectativa dos organizadores é que cerca de 5 mil pessoas passem pelo Expoara nestes três dias para participação no Congresso, visitação à MostraMoveis e presença nas rodadas de negócios. Hoje pela manhã a palestra de abertura foi com o empresários e apresentador de TV, Carlos Massa Ratinho, que contou sua história de empreendedorismo. Segundo ele, a receita para o sucesso é fazer o que se gosta, sair do lugar comum, chamar a atenção das pessoas para o seu produto e criar maneiras de se conectar com a moda e com o que as pessoas querem comprar. “O brasileiro sempre está inventando algo novo para sobreviver. Acreditar no seu produto é o primeiro passo e acompanhar a velocidade de transformação do mercado é decisivo”, ensinou.

A programação desta quarta-feira (04) inicia às 9 horas com o publicitário Rony Delgado abordando o tema ‘Transformação digital e as estratégias comerciais para o varejo moveleiro’. Às 10h45 o tema será ‘Marketing Digital – desafios e oportunidades’, e ‘O que esperar do setor moveleiro para a próxima década’, respectivamente com Kika Fazolo e Carlos Bessa, da Revista Móbile.

Na quinta-feira (05), às 9 horas, o tema será ‘A inteligência industrial e a digitalização no mercado moveleiro’, com o consultor Murilo de Oliveira. Às 10h15 inicia o Momento Sebrae com a designer Adriana Kalinoski abordando ‘Transformação digital nas pequenas indústrias como um novo contexto de mercado’, e com o especialista em gestão de marketing e empreendedorismo, Jorge Biff Netto, falando sobre ‘Como a transformação digital pode influenciar a criação de uma marca’.

Às 16h30, encerrando a 10ª edição do Congresso, o jornalista, especializado em Ciências Políticas, Willian Waack, aborda ‘A competitividade pela inovação dos significados: nossos desafios para os próximos 20 anos’, com o apoio do Ciclo de Palestras.

As inscrições para o Congresso Nacional Moveleiro são gratuitas e ainda podem ser feitas pelo aplicativo digital (Congresso Moveleiro em Android e IOS) ou pelo site www.congressomoveleiro.org.br.

 

 

 

voltar