Imagem Destaque

O futuro do mercado moveleiro

24/07/2020

O mercado está tendo que se reinventar com a pandemia COVID-19. Todos os segmentos estão sofrendo os impactos econômicos e sociais causados pelo vírus, com o ramo moveleiro não é diferente. A era digital já estava impactando o setor, que precisou investir em uma comunicação cada vez mais completa em sites e nas redes sociais. Mas o que o mercado de móveis e de decoração pode esperar do futuro? Como ele vai se comportar nesse contexto digital, onde cada vez mais tudo é feito de maneira online? Nesse post nós falamos sobre algumas tendências do setor. 

O futuro moveleiro é digital mas vai contar com a ajuda do presencial

Os setores de móveis e de decoração têm características muito específicas no momento de promover mudanças, isso porque muitas empresas já construíram uma tradição no mercado, tanto na área de móveis como na área de decoração. Então, assim como os negócios se acostumaram com um modelo de trabalho, os consumidores também.  

Mesmo assim é preciso se adaptar ao novo cliente. Antigamente para comprar um móvel ou decorar a sua casa, era preciso visitar várias lojas, fazer um estudo de valor e de itens, tudo pessoalmente. Agora o digital substitui várias dessas tarefas. Para a indústria moveleira e o ramo de decoração, essa imersão digital acelerada deve criar apenas novas oportunidades. Além de estarem se acostumando a realizar tudo pela internet, esse é um ramo que conquistou muitos clientes na pandemia, já que mais tempo em casa significa mais tempo para analisar o que você precisa mudar na casa. Fizemos um outro post falando sobre isso e você pode conferir AQUI

 Já entendemos que a tendência é que cada vez mais as empresas marquem presença no online e no tecnológico, mas como os espaços físicos entram nisso? Os estudos do mercado apontam que os consumidores vão querer uma vitrine de tudo aquilo que querem consumir, e as lojas vão funcionar dessa maneira. 

Ter uma boa vitrine é o que chama um a atenção do consumidor. E se essa vitrine conversar de maneira direta com os sites e as redes sociais, então as empresas vão estar dando a tacada certa. 

O tópico presencial abre espaço para outro tópico, e os eventos? Sabemos que mesmo com a vacina a forma de fazer eventos vai mudar, e os idealizadores já estão se preparando para atender as novas medidas de segurança. Uma vez que os eventos voltarem a acontecer, os consumidores vão querer ver de perto as mudanças, e o ideal para os fornecedores vai ser investir em novidades de acordo com as tendências, para deslumbrar o cliente no ao vivo que ele não vê a algum tempo.

 

voltar